O que é e como atender a ISO 22000 – Requisitos legais para segurança dos alimentos

0
219

O que é ISO 22000?

A ISO 22000 é uma norma voltada a segurança dos alimentos em geral. Podemos dizer que seus requisitos fazem parte de uma gestão completa, desde a colheita dos alimentos, até chegar ao consumidor final. Tal norma, define padrões de trabalho que garantem que os alimentos não causarão nenhum tipo de dano à saúde dos consumidores.

Atualmente tais normas trazem consigo grandes responsabilidades, uma vez que o comércio de alimentos cresceu muito nas últimas décadas, a partir de então deve-se haver um relatório estratégico que garanta a segurança dos alimentos.

Como atender os requisitos legais e implantar a ISO 22000?

A ISO 22000 pode ser implantada por qualquer organização, não importa o seu tamanho, pois o objetivo é atender o padrão de normas internacionais para a indústria de alimentos.

Existem outras normas que tratam da gestão de segurança dos alimentos, desta forma, a normas se integram e harmonizam-se logo que vão recebendo atualizações.

Assim, para atender a ISO 22000 é necessário estabelecer canais de comunicação (equipes), tanto interna, quanto externa, para garantir a organização dentro da empresa e estabelecer uma base de conexão com fornecedores, clientes, órgãos reguladores, consumidores, no qual serão abordados temas sobre a segurança de alimentos, bem como de produtos eficazes para as demais organizações dentro da cadeia. Especialmente quando se referir aos perigos experimentados e que necessitam ser controlados por outras pessoas.

A equipe organizacional responsável, poderá desenvolver planos para revisão mensal, avaliando o desempenho do Sistema de Gestão de Segurança de Alimentos dentro da empresa, bem como solucionar problemas e assim impulsionar o progresso contínuo.

Para atendimento e implantação do plano de Gestão de Segurança dos alimentos ISO 22000, a equipe organizacional pode seguir algumas dicas, tais como:

  • Qualificar, capacitar e treinar os colaboradores, através de cursos e palestras;
  • Trazer algumas melhorias ao ambiente de trabalho, que cause melhor impacto e impulsione a criatividade e entusiasmo;
  • Trabalhar na infraestrutura, instalações e maquinário da empresa, uma vez que estando em boas condições o produto fabricado também será seguro;
  • Capacitar a equipe responsável pela segurança dos alimentos;
  • Estabelecer instruções e protocolos a serem cumpridos, tais como higienização das mãos, das roupas de trabalho, toucas, limpeza e organização do local;
  • Manter uma boa comunicação entre as equipes organizacionais;
  • Verificar a entrada e saída de produtos, manter um estoque organizado para bom andamento da linha de produção;
  • É de extrema relevância que a organização identifique os riscos potenciais à segurança de alimentos, sejam eles químicos, físicos ou biológicos;
  • Listar os riscos que devem ser levados em consideração;
  • A organização deve revisar, atualizar e melhorar, sempre que for necessário, o seu sistema de gestão de segurança de alimentos;
  • Fiscalizar sempre que possível através de auditorias o funcionamento adequado de toda a estrutura da empresa, desde a chegada do produto, até a saída do mesmo, já para comércio.

Benefícios para a empresa que atende aos Requisitos Legais

A aplicação do sistema de gestão de segurança de alimentos sujeita-se a um gerenciamento cauteloso e documentado. Com isso, sua empresa será favorecida não só com a importância de ter um sistema implementado, mas também com a fabricação de produtos seguros e de qualidade.

Certificação de qualidade

Assim, inúmeros são os benefícios que uma empresa pode receber ao atender os requisitos legais da ISO 22000, uma vez que pode conquistar certificação, através de um atestado de reconhecimento nacional e internacional, pelo comprometimento da empresa com a segurança e qualidade dos alimentos, o que traz boa imagem e reputação face à sociedade.

Desenvolvimento – Competitividade

Outro benefício que a empresa pode alcançar, é um maior desenvolvimento entre colaboradores, o que propicia melhores condições de competitividade no mercado, preços e redução de custos.

Sabe-se que atualmente, as grandes empresas, só atuam com fornecedores certificados e renomados, reconhecidos pela boa reputação no fornecimento dos produtos, o que abre oportunidade para formação de novos negócios. Caso sua empresa esteja seguindo à risca os requisitos legais da ISO 22000, você certamente será beneficiado.

Conclusão

As organizações que atuam na área de gestão de alimentos devem comprovar sua habilidade em controlar os perigos à segurança dos mesmos, a fim de garantir que a produção seja segura, da colheita até o momento do consumo humano. Para isso, nada melhor que seguir os requisitos legais contidos na norma ISO 22000.

É muito importante atentar-se a todas as etapas na produção/fabricação de um produto alimentício. O risco de não atender as especificações das normas que tratam destas matérias, podem ocasionar sérios danos aos consumidores.

Vale ressaltar que muitas pessoas já sofreram lesões à saúde ocasionadas por bactérias contidas em produtos alimentícios e industrializados por empresas irresponsáveis, o que faz da mesma refém de seus atos, causando prejuízos financeiros, podendo ocasionar até mesmo a falência. Grande é a demanda no judiciário envolvendo casos dessa natureza.

Portanto, é importante se manter atualizado acerca das normatizações que regem as atividades empresariais. Elas existem com a finalidade de proteger todos os lados, favorecer a sociedade como um todo, garantir o crescimento pessoal e econômico.

Se sua empresa tem dificuldade para controlar e atender as normas reguladoras, conte com o AmbLegis. Conheça agora mais sobre o Software de Gerenciamento de Requisitos Legais.

DEIXE UM COMENTÁRIO